segunda-feira, 20 de maio de 2013

Gambiarra - cortinas

Entenda o problema:
Há uma sala no prédio de Desenho Industrial que recebe luz o dia inteiro! Por causa disso, é impossível ter uma boa visualização das aulas preparadas com projeções (data show, retroprojetor, vídeos, etc) devido à claridade do local mesmo quando as luzes são apagadas. Acho que todos os professores que dão aula nessa sala adoram dias nublados! 

Aqui no post Scratch Day 2012 tem uma foto do local, na época com uma cortininha de banheiro (e agora olhando a data da postagem, foi exatamente há um ano!). Também foi improvisada, claro! Devido ao contato com o sol, a cortina de banheiro ressecou e virou pó. Bom, o problema existe desde o ano passado e continua sem solução permanente. 

Então, aceitando o convite feito por minha amiga x¹ pra um trash design, lá fui eu aprontar na Universidade: colocar cortinas nas janelas de uma das salas do Departamento de Desenho Industrial. Obviamente esse trabalho não é de nossa competência, cabe à instituição providenciar equipamentos para as salas, mas como as coisas demoram pra acontecer lá, tivemos que dar um jeito de sanar o problema com os recursos disponíveis.

Materiais utilizados:
- rolo de plástico branco (desses de encapar prancheta);
- furador de papel;
- barbante
- fita adesiva;
- caneta esferográfica vermelha e azul;
- tesoura e estilete;
- canos;
- cimento.

Com medidas e materiais em mãos, esboçamos um projeto do que daria pra ser feito com aquilo e, otimistas, imaginamos fazer tranquilamente algo mais ou menos assim:

Só que numa sala de aula e tal.

Ao todo, a sala possui 12 janelas com medidas 2m x 1,2m (altura x largura) cada uma, mas fizemos o trabalho em apenas 6 delas. A primeira etapa foi riscar essas medidas no plástico, depois furamos ele todo pra prender na grade usando barbante.

O resultado obtido foi este:

Clique na imagem para vê-la grandona e cheia de detalhes.

HORRÍVEL! Quase tivemos uma síncope (piada interna) ao ver essa porcaria. Por mais que estivéssemos pensando na função, a estética não poderia ser ignorada... cruzes! Aí resolvemos sair pra comprar uns pedaços de cano e fazer algo mais parecido com cortina mesmo.
...
Pausa pra uma pequena história paralela:
Na loja de material para construção os canos são vendidos por metro, e cada "peça" inteira de cano possui 6 metros de comprimento. Não dava pra carregar isso no carro e não cortavam o cano na loja, mas insistimos e a vendedora nos emprestou uma serrinha.

Cortar os vários pedaços de cano que precisávamos não foi problema pra mim, o que me perturbou foram duas crianças brincando de pular em sacos de cimento perto do meu cabelo. Houve um momento em que uma nuvem cinza subiu no meu rosto e ficou toda no meu cabelo.

Continuando...
Voltando pra sala, dobramos um pedaço do plástico e fizemos vários furos nele pra passar o cano, lembrando um pouco as cortinas de pia de cozinha. Com toda certeza ficou bem mais perto do que a gente imaginava.

Uma dificuldade encontrada foi não ter uma escada, o que nos obrigou a "escalar" aquela grade de proteção para alcançar o topo dos janelões. Escalar a grade não foi difícil... a dificuldade em si foi ficar pendurada lá apenas com a força das pernas para usar as mãos pra amarrar o cano na grade com barbante. 

Nos sentimos assim:

Sem as tartarugas... e sem lava... e sem velas...

O trabalho foi dividido no começo com uma janela pra cada uma, mas depois virou bagunça. Por fim, depois de muita peleja, risos e manchas roxas pelo corpo inteiro, o resultado apareceu:

Mesma coisa: pra ver a foto maior, clique nela.

Mesmo sendo uma medida provisória, espero que os colegas ajudem a manter nossa gambiarra funcionando. Não puxem, nem rabisquem, nem cortem nada... porque deu muito trabalho chegar nessa solução, tiramos dinheiro do nosso bolso pra resolver o problema de todos que usam a sala. E só metade do trabalho foi realizado até agora...

¹  = "amiga x" não tem a ver com troca de presentes. Usei o termo para preservar a identidade da pessoa.

Até a próxima! o/

10 comentários:

  1. Q maluquice! XD Pelo menos, o trabalho valeu a pena (até agora...)
    Cês podiam colocar papel aluminio nas janelas q ainda ñ tem cortina, por enquanto. Mas ñ teria nenhuma estética '-'

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fora que seria muito difícil fazer isso com a grade atrapalhando. Também tinha pensando em colar plástico adesivo preto nos vidros, mas daria mais trabalho e ficaria muito mais caro.

      Foi o que deu pra fazer com os materiais disponíveis e hoje, quando vi que deu certo, fiquei mó feliz!

      Excluir
  2. Ah, e não sei se o problema é só comigo, mas ñ consegui ver o esboço de vcs =//

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas não tem esboço....
      Eu esqueci de tirar foto e documentar todo o processo. XD

      Excluir
    2. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK ~ morri ~

      Excluir
  3. Oi Nane! =D

    O trabalho finalmente me deu um pouco de descanso. Enfim...

    Saudade do seu blog. Estou vendo que os textos amadureceram muito, estão mais didáticos sobre suas experiências com a produção de desenhos. Isso é muito bom =)

    Como sempre, quando dá eu passo por aqui, nem que seja pra dar um "oi" XD

    Abração Nane e continue com esse talento! o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Ary!
      Obrigada pelo comentário.

      Acredito que a "evolução" do texto meio que se deu em função do projeto de graduação desenvolvido em paralelo. Só tenho receio do Cappuccino ficar muito técnico e perder o ar de bate-papo. =P

      Abração! o/

      Excluir